Há menos de duas semanas para o Candangão, nenhum estádio do DF tem laudo para receber jogos

Justificativa para atraso no planejamento é a mudança de governo, que assumiu a pasta há apenas 14 dias. Apesar disso, dirigentes não temem adiamento do campeonato

Por Marcelo Cardoso* — Brasília, DF (Foto:Diego Ribeiro)

14/01/2019 21h16  Atualizado há uma hora

Há poucos dias da estreia do Candangão 2019, nenhum dos cinco estádios do Distrito Federal pretendidos para o campeonato está liberado para funcionar. Augustinho Lima (Sobradinho), Serejão (Taguatinga), Abadião (Ceilândia), Bezerrão (Gama) e até mesmo o Mané Garrincha estão sem os laudos necessários para receberem o público nos jogos. Até agora, apenas o Serra do Lago, em Luziânia (GO), e o Frei Norberto, em Paracatu (MG) estão com a documentação em dia.

+ Veja mais notícias do esporte do DF

O fato foi admitido em reunião realizada no início da noite desta segunda-feira entre os mandatários da Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer do Distrito Federal, da Federação de Futebol do Distrito Federal e de 8 dos 12 clubes do campeonato – dos 10 times candangos, apenas o Bolamense não esteve representado.

Estádio Augustinho Lima, do atual campeão Sobradinho, é um dos que preocupa — Foto: Michael Melo / Metrópoles
Estádio Augustinho Lima, do atual campeão Sobradinho, é um dos que preocupa — Foto: Michael Melo / Metrópoles

Apesar do atraso, o clima entre os cartolas foi de otimismo para o início do Candangão no dia 26 de janeiro e o final no dia 20 de abril.

– A gente já enfrentou situações muito piores anteriormente e não tínhamos apoio. Hoje é diferente. A gente sabe que as condições dos estádios são boas, basta os orgãos envolvidos irem lá para poderem dar os laudos. O proprio Mané Garrincha não tem os laudos porque ninguém havia sido nomeado ainda pra poder trabalhar em cima disso. O tempo está curto, mas a gente está trabalhando. Pode ter certeza que o campoenato iniciará dia 26 – afirmou o presidente da FFDF, Daniel Vasconcelos.

Força-tarefa

Reunião contou com a presença do secretário de esportes do DF, Leandro Cruz — Foto: Marcelo Cardoso/GloboEsporte.com
Reunião contou com a presença do secretário de esportes do DF, Leandro Cruz — Foto: Marcelo Cardoso/GloboEsporte.com

No encontro, ficou definido os passos necessários para regularizar as arenas a tempo do início do campeonato. Nos próximos dias, os clubes deverão procurar as administrações das Regiões Administrativas dos cinco estádios para solicitar a vistoria das entidades de segurança (Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Vigilância Sanitária e Polícia Militar).

Para agilizar o processo, a Secretaria pediu aos clubes que peçam uma vistoria geral das entidades às arenas primeiro, para que os reparos necessários sejam feitos antes da vistoria final e impedir que algum laudo seja negado.

– Têm estádios que vão demandar intervenções um pouco maiores, estádios que vão demandar intervenções um pouco menores e outros que vão demandar pouquíssima coisa. Por isso, estamos pedindo uma nova vistoria dos órgãos que atentam para esses detalhes para que eles atualizem as vistorias e a partir daí a gente possa fazer as intervenções necessárias – disse Apolinário Rebelo, encarregado pelo secretário de esportes do DF, Leandro Cruz, para resolver a situação.

* Sob supervisão de José Maurício

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.