Caminhada Outubro Rosa Feminicidio Não vai bombar

Blog da Zuleika
Estão sendo esperadas várias caravanas de outras cidades do Distrito Federal, que irão se somar as entidades civis organizadas do Guará, reunidas para dar um grande grito de Parem de nos Matar, no próximo dia 29 de setembro (domingo), a partir das 8 horas ao lado da 4ª Delegacia de Polícia, no Guará II, em direção à Rua de Lazer, que acontece na avenida Central. Este movimento nasceu em Taguatinga, onde foi realizada a primeira caminhada, e está se espalhando pelas comunidades em busca de proteção às mulheres do DF.O número alarmante de feminicidio no ano de 2019 acendeu o alarme de que algo precisa ser feito.
A caminhada do Guará será realizada, também, com um chamamento para o Outubro Rosa, mês de conscientização para a prevenção do câncer de mama, em todo o país. Segundo Vera Lucia Bezerra, coordenadora da Rede Feminina de Câncer de Brasília, que funciona dentro do Instituto Hospital de Base, os atendimentos às pacientes chocam ainda mais porque muitas delas, mesmo com a doença, ainda sofrem agressões e violências dentro do lares. “Vamos participar desta caminhada com o intuito de alertar às mulheres com relação ao câncer de mama, com folhetos explicativos e disponibilizaremos uma médica para dar com maior presteza as orientação a todas que foram à nossa tenda rosa. Nossa rede precisa de apoio de toda população. Segundo dados estimados, em 2030, metade das mulheres do DF podem ter câncer de mama”, revela a voluntária.
Vários grupos, formados através das mídias sociais irão caminhar com a população do Guará. Entre eles o Mães& Filhas do Guará e o Basta, Pare de Nos Matar, com plataforma no Facebook e Instagram. Irão se juntar no mesmo evento o grupo de motoqueiros Águias de Cristo, do Guará e Nacionaes de Águas Claras ; o grupo de Escoteiros do Brasil Hokma Guará, ciclistas, grupo Ginástica nas Quadras, e Bateria da Escola de Samba Império do Guará. A parte cultural da caminhada está em elaboração por Sheiza Braga, irmã da “capoeirista Sandrinha”, morta carbonizada dentro de um contêiner na QI11, Guará I, em março de 2018. A contadora de histórias, Nyedja Gennari fará uma performance sobre as vidas das vítimas mortas em 2019.
Estão previstas batalhas de rima e roda de capoeira contra o feminicidio. Apresentação dos rappers Giovanni Cahegi, Rakel Reis, Youg RudeVP, Mano WP, Mc Madin, Mano Gigas, Nego kartola, levando a conscientização através do hip hop.
No apoio da divulgação os jornais GuaraHoje, Blog da Zuleika e Jornal do Guará, Programa Guará Vivo, o Grupo Mães & Filhas, Jornal NTA e Programa Por Brasília, da Tv Brasília; na organização o Lions e Rotary Clube do Guará, Prefeitura Comunitária do Guará Park, Movimento Ambientalista do Guará, Incod-DF, Conselho de Pastores do Guará, Fórum em Defesa dos Parques do Guará, Administração do Guará e Mulheres Feminicídio Não.
As empresas Chiquinho Sorvetes, Castelo Forte, Perboni, Água Vida, Panebras, Quitanda da 19, H2 Fisio, Feira do Guará dentre outras.

Dia 29 de setembro (domingo)
Concentração- A partir das 8 horas ao lado da 4 DP
Saída-9 horas em direção a Rua do Lazer
Percurso-Avenida Central do Guará II

16 comentários em “Caminhada Outubro Rosa Feminicidio Não vai bombar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.