Alimentação é questão de saúde pública e gera impacto na economia, afirma Paula Belmonte

Em debate sobre os Desafios da Alimentação Saudável no Brasil, a deputada chamou a atenção sobre da desburocratização da informação nos rótulos de alimentos e o incentivo à alimentação saudável nas escolas

A pedido de Paula Belmonte, no dia 26 de setembro, a Câmara vai debater, em audiência pública, as medidas legislativas e regulatórias necessárias para promoção do direito à alimentação adequada e saudável no Brasil, que enfrenta um alto índice de obesidade infantil e de doenças crônicas. De acordo com a deputada, a maioria dos produtos utiliza uma nomenclatura não compreensível ao cidadão comum, aliada à embalagens criativas, que levam o consumidor a crer que alguns alimentos são saudáveis, quando não são”, analisa.

Pensando na saúde das crianças, no início do seu mandato, a deputada sugeriu ao Ministério da Educação a proibição da venda de refrigerantes, bebidas açucaradas e alimentos ultraprocessados nas escolas. Segundo estudos apresentados no debate, a alimentação saudável diminui a procura por serviços de saúde e desafoga as filas nos hospitais. “Isso reflete no rendimento dos alunos”, conclui a parlamentar.

A deputada alerta, também, a respeito perigos da publicidade feita sobre os alimentos. “Em muitos casos, utiliza-se de brinquedos e personagens infantis para chamar atenção das crianças, é o que acontece com os combos de alimentos que oferecem brindes. “A venda de produtos não pode estar acima da saúde da população”, desabafa.

O Brasil oferece, anualmente, o subsídio de R$ 6 bi para a indústria de refrigerantes, na Zona Franca de Manaus (AM).  Sobre essa questão, Paula Belmonte alerta sobre o elevado consumo de bebidas açucaradas, que gera aumento dos gastos com saúde em decorrência das doenças provenientes da má alimentação. “Precisamos pensar à frente, no que esse tipo de alimentação pode causar e no impacto que pode gerar às receitas públicas”, conclui.

Foto: Ivo Melo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.