Buscas por policial militar afogado no Lago Paranoá, em Brasília, completam 20 horas

Subtenente André Luís Cabral, de 42 anos, está sumido desde domingo. Ele tinha saído para nadar e não voltou.

Por Gabriel Luiz, G1 DF (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

18/12/2018 10h56  Atualizado há 37 minutos

O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal completou, nesta terça-feira (18), 20 horas de buscas pelo policial militar que se afogou no domingo(16) no Lago Paranoá.

O subtenente André Luís Cabral, de 42 anos, estava em uma lancha perto do Centro Olímpico da Universidade de Brasília (UnB) com mais cinco pessoas. Ele saiu para nadar e não voltou.

Veja como foram os trabalhos

  • Dia 16/12 – 2 horas de buscas, empregando 6 mergulhadores;
  • Dia 17/12 – 14,5 horas de buscas, empregando 16 mergulhadores; e
  • Dia 18/12 – início das buscas às 6h, com 10 mergulhadores empregados

De acordo com os bombeiros, as buscas continuavam até a última atualização desta reportagem.

Bombeiros buscando por militar no Lago Paranoá — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros
Bombeiros buscando por militar no Lago Paranoá — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

“Quando chegamos aqui, tinha dois na água e uma pessoa desaparecida. Esses dois tentaram resgatá-lo, mas sem sucesso. Aí a gente começou as buscas”, disse um subtenente envolvido no resgate.

Ainda segundo a corporação, a primeira informação sobre o local do afogamento estava errada. Eles foram parar na barragem, o que atrasou os socorros.

“Pelo nosso protocolo, até uma hora, é o mergulho emergencial. Após esse tempo, aí já passa a ser uma busca, um mergulho mais detalhado.”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.